SARAU PA’LAVRAS

Aconteceu na segunda, 14 de agosto de 2017, mais uma edição do Sarau Pa’Lavras, que já se tornou tradição seja na feira livre, seja  na Praça de Nequinha, na cidade de Lençóis. A convite do idealizador e organizador, o poeta-anfitrião Luar do Conselheiro, participei da edição recitando alguns textos em cordel. O evento também contou com a participação especial da Poeta Daniela Dias, do Espírito Santo, que apresentou seus diversos livros e dezenas de fanzines. Ao final, o público foi presenteado pela autora com as mesmas fanzines. Além dos 2 convidados visitantes, o sarau contou com a presença de artistas residentes em lençóis, entre eles os músicos Eduardo Cachaça (ex Movidos a Álcool) e Bruno Bezerra. Fica aqui um pequeno registro dessa noite cheia de arte.

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

OFICINA DE CORDEL EM FEIRA DE SANTANA

A convite da Escola Municipal Professora Eli Queiroz de Oliveira, em Feira de Santana, o professor e poeta Elton Magalhães ministrou uma oficina de cordel para alunos do sétimo ano do Ensino Fundamental. A atividade faz parte  da V etapa da dissertação da docente Nara Silva – mestranda do PROFLETRAS da UNEB (campus v) que tem como título: “Produção de cordel na escola: oralidade, pertencimento e oralidade”, orientada pela prof. doutora Priscila Fiorindo Peixinho.

Na oficina, os alunos conheceram um pouco mais sobre a Literatura de Cordel, ouviram alguns textos do autor e foram, no último momento, estimulados a produzirem suas próprias histórias, com temas voltados as suas próprias realidades.

Esperamos que em breve os meninos possam gerar bons frutos e, quem sabe, no final do trabalho com a professora Nara possamos identificar novos cordelistas em Feira de Santana, cidade tão rica de poetas cordelistas.

Para mim foi muito gratificante participar desse trabalho que é sempre motivador. Levar a Literatura de Cordel para todos os espaços é e sempre será a minha meta de poeta.

Viva!

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

LENÇÓIS: SARAU PA’LAVRAS SEGUE ENCANTANDO LENÇÓIS. ESTA EDIÇÃO SERÁ DIA 14 DE AGOSTO

Sarau Palavras. Esta edição acontece dia 14 de Agosto/Foto: Divulgação

O Sarau Pa’Lavras, encontro de poesias e música, idealizado pelo poeta e escritor Luar do Conselheiro, segue encantando quem vive e quem passa por Lençóis.

Dia 14, segunda feira, haverá mais uma edição do Sarau, que acontecerá na Praça de Nequinha (atrás dos Correios) à partir das 20:00 horas. Nesta edição do Sarau, Luar do Conselheiro convidou dois artistas para uma participação especial. O poeta soteropolitano Elton Magalhães, que faz sucesso nas redes sociais com leituras de cordel ao vivo. E a poetisa e fanzineira capixaba Daniela Dias, que vem de Vila Velha – Espírito Santo, só para participar do evento.


Foto: Divulgação

“Os saraus se espalham pelas cidades é isso fortalece a poesia. Em Lençóis o nosso Sarau Pa’Lavras leva poesia às ruas da cidade e incentiva as pessoas a ler e escrever mais. Os dois artistas que convidei são referências em arte e cultura e estaremos articulando oficinas e outros eventos, para que haja essa troca outras vezes.” Disse o poeta Luar do Conselheiro, que um dia antes do Sarau estará participando da FLIGÊ, Feira Literária de Mucugê, com um bate papo sobre sua carreira e sobre a história de Canudos.

Luar do Conselheiro – mediador

Matéria: Chapada News

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

ELTON MAGALHÃES NO PROGRAMA SOTERÓPOLIS

O programa soterópolis exibiu, durante o mês de dezembro, um especial sobre cultura popular brasileira. Claro que a Literatura de Cordel não poderia ficar de fora. Para isso, convidaram o poeta Elton Magalhães, o Mestre Bule-Bule e o xilografador Gabriel Archanjo para falar um pouco sobre a nossa tradição tão vasta e vária. O programa foi ao ar no dia 1 de dezembro de 2016 e está disponível no youtube através do link abaixo:

 

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | Deixe um comentário

CORDEL ‘DIA DE FESTA NO MAR’ – VÍDEO PARA O JORNAL CORREIO*

No dia 2 de fevereiro de 2017, dia de Iemanjá, o poeta Elton Magalhães recebeu um convite do jornal Correio* para gravar e enviar um vídeo com uma breve leitura do seu cordel que já foi publicado integralmente no próprio jornal, em 2015. Está aí o vídeo disponibilizado pelo youtube, no canal do jornal:

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

DIAS DE LUTO PARA A LITERATURA DE CORDEL

Morreu ontem, sábado 11/03/2017, às 5h da manhã, o poeta-cordelista, violeiro e repentista piauiense Pedro Costa, vítima de um AVC. Pedro Costa, o “Dom Quixote do cordel”, era membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, e deixou centenas de folhetos publicados, além de ter sido o fundador da revista especializada em cultura popular “De Repente”. O velório do poeta aconteceu entre as 12h do sábado e o começo do domingo, 12, na Funcor – Fundação Nordestina de Cordel, instituição criada pelo próprio poeta, e contou com a presença de vários poetas amigos e de representantes do governo e da prefeitura. Pedro Costa, apesar dos 54 anos de idade, era uma grande referência para a cultura popular brasileira, conseguindo conquistar diversos prêmios nacionais, entre eles, o prêmio do Ministério da Cultura.

Deixamos aqui nossa homenagem e nossa gratidão ao grande poeta.

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

OFICINA DE CORDEL NO COLÉGIO ANGLO-BRASILEIRO

DURANTE O MÊS DE SETEMBRO DE 2016, REALIZAMOS UMA AGRADÁVEL OFICINA DE CORDEL NO COLÉGIO ANGLO-BRASILEIRO, A CONVITE DA PROFESSORA CAMILLA MELO. O RESULTADO DO TRABALHO VOCÊS PODEM CONFERIR NA MATÉRIA ABAIXO, COPIADA DO SITE DA INSTITUIÇÃO.

________________________________________________

Em oficina, alunos aprendem história e técnicas da literatura de cordel
Vou contar para vocês
De um dia diferente
Uma aula bem legal
Mas teve muito batente
Oficina de cordel
Puro encanto, minha gente!
É melhor deixar essa história de cordel para quem entende. Então, podemos passar a bola para as turmas do 8º ano do Ensino Fundamental II, que receberam a visita do poeta cordelista Elton Magalhães para uma oficina de cordel.
A atividade aconteceu nas aulas de Português da professora Camila Mello. Os alunos leram o livro O Pagador de Promessas, de Dias Gomes, e a forte relação entre a obra e o cordel trouxe à tona a ideia de trabalhar com esse tipo de texto. “A relação entre o cordel e o livro é o peso da cultura popular, marcado nos dois. O personagem principal do Pagador é um homem que vem dessa cultura popular, das crenças, da bondade, marcadamente, um homem do campo, ingênuo (pelo menos na época retratada, década de 60). Fora isso, ainda temos outro personagem, Dedé-cospe-rima, que traz a literatura popular em seus escritos”, explicou Camila.
A oficina foi elaborada por Camila e Elton pensando no número de alunos de cada turma e nas demandas da disciplina. O poeta passou uma manhã inteira com cada grupo, mostrando a história do cordel, ensinando as técnicas de rima e métrica e acompanhando a produção dos alunos. “O cordel tornou-se muito popular na nossa cultura porque muitas das pessoas que produziam eram analfabetas e esse tipo de literatura acabou marginalizada”, disse Elton.
O nome “cordel” tem origem na forma como os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas ou barbantes. O cordel tem forte tradição oral. Muitos têm origem em relatos falados, que depois são passados para o papel. Outra característica comum aos folhetos é a xilogravura, técnica de pintura com madeira que ilustra a capa e as páginas do cordel.
O futebol é um dos temas preferidos dos cordelistas. Além do esporte, personagens conhecidos, reais e fictícios, também são figuras comuns, como o cangaceiro Virgulino Ferreira, o Lampião, o personagem João Grilo, que ganhou fama no filme O Auto da Compadecida, e Seu Lunga. Elton lembrou também que os folhetos não estão restritos ao Brasil. Eles existem em todo o mundo. “A maior biblioteca de literatura de cordel fica na França, na Universidade de Montpelier”, exemplificou.
Quando lemos um cordel ou ouvimos uma batalha de repentistas, parece fácil. Mas é preciso pensar bastante para não errar a rima e a métrica. Para que os alunos começassem a se acostumar com o novo formato de texto, eles puderam escolher o tema da produção. “Apesar de a oficina ter sido pensada em cima do livro, essa primeira escrita de cordel teve tema livre, porém alguns preferiram já escrever sobre o livro”, afirmou Camila.
Os assuntos escolhidos foram variados. Teve quem se sentisse à vontade para escrever sobre super-heróis, outros preferiram falar sobre o próprio cordel. O cangaceiro Lampião também foi escolhido por nossos alunos. Clique e confira alguns dos trabalhos da turma:
Veja mais fotos da oficina na nossa página no Facebook.
PARA CONFERIR OS TEXTOS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS, BASTA CLICAR NO LINK DA PÁGINA:
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | Deixe um comentário